top of page
Crie_Tempo_bannerSite_Prorroga.jpg

festival
CRIE como
quem LUTA

3ª edição | 2024

A terceira edição do Festival CRIE como quem LUTA irá acontecer no segundo semestre de 2024, em Campinas.

Já estamos a todo vapor! Planejando um festival que segue colocando música, dança, circo e teatro em diálogo para trazer ao público apresentações, cursos, residência artística, exposição y otras cositas más.

 

O festival está crescendo e a equipe também. Mas nos mantemos firmes no propósito de focarmos o olhar nas criações, artes e trabalhos de mulheres. Experimentando e afirmando uma forma feminista de trabalhar com cultura.

E olha a novidade: mulheres artistas de todo o estado de São Paulo poderão se inscrever para participar da seleção para a residência! Isso porque, nesta edição, contamos com o patrocínio do edital ProAC, da Secretaria da Cultura, Economia e Indústrias Criativas do estado de São Paulo.

Acompanhe nosso site e redes sociais para ficar por dentro do que vem aí.

  • Facebook
  • Instagram

sobre o
Crie como quem Luta

Este é o nosso projeto queridinho. Um festival onde, apesar de toda a complexidade de produção própria de eventos assim, buscamos criar um ambiente de trabalho feminista, colaborativo, acolhedor e que possibilita comunicar, através da experiência, a competência profissional de todas as envolvidas.

 

O Festival CRIE como quem LUTA foi idealizado pelo coletivo Caju Cultura e realizado pela primeira vez em 2021.

Com música, dança, circo e teatro no centro da programação, ele traz também atividades de debate e formação. Além disso, a cada edição tem trazido um toque de outras linguagens artísticas como o audiovisual, a fotografia e as artes visuais.

O Festival prioriza trazer para a equipe e para a programação mulheres em suas diversidades, realidades e desejos. 

O projeto CRIE como quem LUTA lança um olhar que valoriza todas as funções necessárias para fazer um festival acontecer, sob a lente da criação. Sabemos que áreas como produção, comunicação, administrativo, registro, técnica etc. influenciam na maneira como o festival chega ao público, transformando, assim, a experiência de todas as envolvidas. 

A partir desse pensamento, em cada edição também acontece uma residência com artistas que trabalham juntas pela primeira vez. 

Fomentamos, assim, um festival como um  espaço de convivência, trocas e criação.

Criação entre todas, para todas.

EDIÇÕES ANTERIORES

festival
CRIE como quem LUTA
2ª edição | 2023

Corpo em luta

corpo em criação

corpo em festa

[as armaduras, as fantasias, os uniformes]

A segunda edição do Festival CRIE como quem LUTA aconteceu entre os dias 29 de agosto e 03 de setembro de 2023, em Campinas-SP.

Foi a primeira edição a ocupar diversos espaços de Campinas com sua programação - após uma edição de estreia 100% online.

A outra novidade ficou por conta da residência: desta vez, aconteceu a partir de uma convocatória aberta a mulheres artistas de Campinas e região metropolitana. Foram 8 selecionadas que trabalharam juntas para criar cenas, a partir da orientação artística de Cristiane Taguchi, integrando as linguagens do circo, dança, música e teatro em uma apresentação de encerramento no Teatro Castro Mendes.

 

A temática que atravessou esta edição foi a reflexão sobre o corpo da mulher em luta e em estado de criação. 

O Festival ganhou volume e diversidade de programação, com atrações na rua, teatros, salas de espetáculo e online.  Além disso, trouxe para a população de Campinas apresentações das seguintes artistas convidadas: Vulcanica Pokaropa, Socorro Lira, Silvia Camyla e Lilly Baniwa.

2ª edição em números:

6 dias de programação 

5 locais de Campinas

4 espetáculos convidados

1 residência artística com mulheres da dança, circo, música e teatro

2 atividades formativas

1 exposição de fotografias

aproximadamente 600 pessoas assistindo

quase 50 pessoas envolvidas diretamente na execução


Assista ao mini-doc sobre esta edição em: https://www.youtube.com/watch?v=_djtlk7Bwxo

O Festival CRIE como quem LUTA - 2ª edição foi patrocinado pelo Fundo de Investimentos Culturais de Campinas - FICC 2022, pertencente à Secretaria Municipal de Cultura e Turismo da Prefeitura Municipal de Campinas. Também contou com apoio do Sesc Campinas e SESI Amoreiras.

Ficha técnica

Coordenação de produção - Ju Kaneto 

Coordenação de comunicação - Júlia Conterno 

Coordenação artística - Cristiane Taguchi 

Coordenação administrativa e financeira - Juliana Saravali 

Produção Executiva - Quesia Botelho

Registro audiovisual - Nina Pires e Karina Couto

Equipe técnica - Bruna Duarte, Wanessa di Guimarães, Maíra Prates, Gabi Perissinotto, Henrique Manchúria, Francisco Barganian

Design gráfico - Luana Santos (Crioula Design)

Assessoria de Imprensa - Cecília Gomes 

Gerenciamento de Mídias Sociais- Julia Munhoz  

Prestação de Contas - Giselle Bastos 

Convidadas para o debate - Dulci Lima (Sesc-CPF), Romina Bianchini (Red Mujeres por la Cultura, Argentina)

Artistas convidadas - Vulcanica Pokaropa, Socorro Lira, Lilly Baniwa, Silvia Kamyla

Artistas residentes: Ana Person, Ayumi Hanada, Bia Paias, Caroline Novaes, Giovanna Zottis, Isadora Ifanger, Luciene Bafa, Renata Alves 

Artistas Batalha Show - Hyorrana Lopes, B.Girl Marininha, Paloma Rodrigues, Glenda Godoy, Gi Sartori, Nega Tefa

Intérpretes de Libras - Letícia Navero, Carlos Silvério

Locação de equipamentos - Mario Porto e JK áudio

Artistas da primeira edição presentes na websérie - Mariana Jorge, Cris Ribeiro, Débora Ishikawa, Fernanda Jannuzzelli, Cristiane Taguchi, Juliana Saravali, Esther Alves, Graciela Soares

1ª edição em números:

4 residências artísticas

1 debate sobre gestão cultural

4 episódios da websérie Crie como quem Luta

11 receitas-memórias

Público de quase 1000 pessoas que assistiram às apresentações em nosso canal de YouTube


Você pode conferir a websérie e a gravação do debate no link: https://www.youtube.com/watch?v=5f5clJLsD-M

festival
CRIE como quem LUTA
1ª edição | 2021

CRIE como quem LUTA:

uma rede de mulheres criando

com estômago, punho e coração.

A primeira edição do Festival CRIE como quem LUTA aconteceu entre os dias 12 e 16 de abril de 2021, inteiramente online devido à pandemia de Covid-19. 

Em um momento de reclusão forçada, em contato com questões existenciais e práticas que tomaram proporções enormes na vida de todas as pessoas, o festival trouxe perguntas-disparadoras que atravessaram todas as participantes: 

O que você tem feito para se alimentar?

Qual sua luta para criar?

 

A residência artística aconteceu em duplas de mulheres de 4 áreas: circo, teatro, música e dança, que criaram números artísticos então transformados em obras audiovisuais, lançadas em formato de Websérie em nosso canal de YouTube. Além disso, foi realizado um debate sobre gestão cultural e uma exposição de receitas-memórias em nossas redes sociais.

A primeira edição do festival foi viabilizada através do edital Lei Aldir Blanc Campinas / 2021.

Ficha técnica

 

Performances: 

Circo: Débora Ishikawa e Fernanda Jannuzzelli

Dança: Cris Ribeiro e Mariana Jorge 

Música: Esther Alves e Graciela Soares

Teatro: Cristiane Taguchi e Juliana Saravali

  

Convidadas para o debate:

Mediadora: Paula Ferreira 

Gestora convidada: Laís Almeida

Caju Cultura: Cristiane Taguchi, Júlia Conterno, Ju Kaneto, Juliana Saravali 

Coordenação de comunicação: Júlia Conterno (Caju Cultura)

Coordenação de produção: Ju Kaneto (Caju Cultura)

Design gráfico: Luana Santos (Crioula Design)

Assessoria de Imprensa: Marina Franco

Registro audiovisual: Nina Pires 

Técnica de transmissão: Gabi Perissinotto

Gestão administrativo-financeira: Ju Kaneto e Júlia Conterno

Prestação de contas: Giselle Bastos

bottom of page